Grandes Escritores

  Bem, a algum tempo atrás o nosso querido JV fez um post em seu antigo blog falando sobre um de seus maiores ídolos literários, Eduardo Spohr. Esse post foi tão bom que recebeu um comentário do homenageado e terá uma versão não completa postada aqui, no Zoação40…

Post do JV

Minha introdução a leitura:
Escrever essa homenagem a Eduardo Spohr, para mim é um prazer incomensurável. Em partes foi Eduardo Spohr que me introduziu a leitura, com o seu primeiro livro publicado, que é o primeiro livro sobre anjos de Eduardo Spohr, o livro é A Batalha do Apocalipse: Da queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo. A Batalha do Apocalipse foi o primeiro livro que eu li e me prendi a ele. Eu ia para escola pensando no livro, e voltava para casa ansioso para descobrir o que aconteceria com Ablon em sua jornada.

A Batalha do Apocalipse na versão original Brasileira

Eu nunca tinha recebido nenhum incentivo para leitura por parte de familiares, o maior incentivo que eu recebi veio do Nerdcast, que é o podcast que Eduardo Spohr participa frequentemente. Eduardo Spohr mostrou-se um fã de muitos coisas que eu também sou fã como Star Wars, Indiana Jones, RPG e etc… Mas além de gostar disso eu percebi que ele apreciava escritores como Tolkien. Eu sabia que estava perdendo alguma coisa então resolvi ler A Batalha do Apocalipse, após ler eu queria ler mais e mais. Hoje eu aprecio a literatura, e sou fã de muitos escritores além do querido Eduardo Spohr. Como por exemplo, Tolkien e suas grandes obras como O Silmarillion, O Hobbit, Contos Inacabados, O Senhor dos Anéis, Filhos de Húrin e etc…

Eduardo Spohr:

Eduardo Spohr

Eduardo Spohr é filho de um piloto de avião, que pela profissão de seu pai, teve a oportunidade de viajar por diversos países, e conhecer culturas e religiões. Essas culturas e religiões que Eduardo Spohr conheceu auxiliaram ele na criação do seu primeiro livro, mas não foi só isso que ajudou ele.
Todos que acompanham o escritor sabem que ele é um grande Nerd, que assim como todo Nerd que se respeita gosta de Tolkien, Star Wars, RPG, Cavaleiros do Zodíaco, e a maioria dos filmes e livros nerds. Eduardo Spohr afirmou que uma das grandes ajudas para o seu livro foi o RPG. Mas eu acredito que além disso ele recebeu influências de tudo o que é produto dessa cultura nerd, que Eduardo Spohr vive. O que Eduardo Spohr escreve é uma coisa que só os escritores estrangeiros costumam escrever. A Literatura Fantástica, é algo muito novo aqui no Brasil, e Eduardo Spohr é o pioneiro na introdução desse tipo de Literatura em um país como o Brasil.

Eduardo Spohr é muito conhecido entre os membros do Nerdcast por ser o participante que conta as piadas sem-graças, e o Paladino. No Nerdcast 251-Especial RPG – O Bruxo, a Princesa e o Dragão, ele interpretava Artimus, o Paladino. Tomando uma atitude de paladino no Nerdcast – Especial RPG – O Duque, A rosa e o Beholder, Artimus escolheu sair do grupo e não praticar atos desonestos.

A Batalha do Apocalipse na versão Holandesa

Além de Eduardo Spohr escrever livros excelentes, os seus livros são um sucesso de venda nas livrarias do Brasil, e futuramente será tampém nas livrarias internacionais, como na Holanda que vai ser publicado o seu livro A Batalha do Apocalipse. O livro na língua nativa se chamará De Engelen Van de Apocalyps. No Brasil Eduardo Spohr conseguiu algo que era muito difícil de se pensar. Os anjos de Eduardo Spohr desbancaram nas vendas no Brasil os bruxos da J. K. Rowling, e os vampiros da Stephenie Meyer. O sucesso de Eduardo Spohr foi tão grande que ele foi entrevistado pelo nosso querido David Letterman gordo e brasileiro, o Jô Soares, Sem Censura, e no Estúdio Móvel e também foi entrevistado pela Zine in Motion na Bienal 2011. Curiosamente eu apareci dando uma breve entrevista e passando vergonha, não consegui falar nada direito mas pelo menos fiz a minha parte e puxei o saco do Eduardo Spohr, afinal, ele merece.
Eduardo Spohr além do seu sucesso na literatura também é um grande nome na internet, ele é um importante membro do Nerdcast, geralmente participando em Nerdcasts sobre literatura, RPG, filmes nerds e etc.. Eduardo Spohr tem um blog o Filosofia Nerd, nesse blog ele publica novidades sobre os próximos lançamentos e alguns presentes do escritor como o RPG da Batalha do Apocalipse que ele disponibilizou em formato PDF no seu blog. Para fazer o download do RPG clique aqui, e você será redirecionado para o post do Filosofia Nerd, contendo as informações e links para a versão mais atualizadas do RPG. Você também pode curtir a página do Eduardo Spohr no Facebook, clicando aqui, e seguir o twitter dele clicando aqui.

A Batalha do Apocalipse:

Fan-Art de Ablon feito por Marco Teixeira,
ao Jovem Nerd

É muito difícil falar de Eduardo Spohr sem falar do seu primeiro livro A Batalha do Apocalipse. Como citado anteriormente, o livro foi um sucesso na crítica e nas vendas. A Batalha do Apocalipse teve início como um projeto independente apoiado pelo site Jovem Nerd, que os seus administradores Alexandre Ottoni e Deive Pazos ajudaram muito Eduardo Spohr no início de sua carreira. Foi feito uma grande propaganda no podcast do site, pois foi feito um nerdcast só sobre A Batalha do Apocalipse. A Batalha do Apocalipse hoje em dia é publicado pela editora Verus, e continua sendo o sucesso que sempre foi.O Livro é muito bom e é altamente recomendado, tanto pela crítica quanto por seus leitores comuns.

Os fãs de Eduardo Spohr foram presenteados com várias críticas positivas, de pessoas muito importantes na literatura, entre elas o famoso Paulo Coelho. Que recentemente escreveu o livro O Aleph que conta como Paulo Coelho decidiu recomeçar tudo de novo por motivos espirituais. A crítica está estampada na contra-capa do livro A Batalha do Apocalipse, e em sua versão holandesa está na capa. A Batalha do Apocalipse te faz viajar por várias eras e lugares. Da Babilônia antiga ao Brasil contemporâneo.

A Batalha do Apocalipse conta que Yaweh criou o universo em 7 dias, e depois descansou. Antes de seu descanso Yaweh deixou o comando com o seu servo mais fiel, Miguel o Arcanjo. Mas Miguel vê a criação de deus, os humanos e sente inveja da dádiva que Yaweh os deu. Ele não aceita que os humanos tenham ganhado todo o favor e o presente do livre arbítrio de Yaweh. Então Miguel decide iniciar um massacre a humanidade, do grande Dilúvio a destruição com fogo de Sodoma e Gomorra. Mas no céu nasce uma rebelião comandada por Lúcifer, a Estrela da Manhã outro arcanjo que era subordinado de Miguel. Lúcifer tinha inveja de Miguel e do cargo que Yaweh o deu, o maior objetivo de Lúcifer era assumir o trono de Miguel. Lúcifer é astuto e sedutor, conseguindo enganar os anjos que amavam os humanos, iludindo eles com falsas promessas. As tropas de Lúcifer foram exterminadas, e o arcanjo Lúcifer e seus servos caíram, e A Estrela da Manhã juntamente com os seus lacaios assumiram o comando do inferno. Entre os justos que fizeram parte do exército de Lúcifer estava Ablon o querubim que se tornou o renegado. A trama da Batalha do Apocalipse gira em torno de Ablon e sua história. Essa estória abrange romance, drama, aventura, ação e todos os elementos que são necessários para fazer uma obra prima como A Batalha do Apocalipse.

Filhos do Éden:

Capa do 1º livro da série Filhos do Éden

O segundo livro de Spohr também trata-se de anjos, e também ocorre no universo de A Batalha do Apocalipse, mas não é uma continuação. O 1º livro da série Filhos do Éden-Herdeiros de Atlântida, são narrados acontecimentos anteriores ao da história de A Batalha do Apocalipse, só que desta vez não trata-se do personagem Ablon, Shamira e etc… Trata-se de uma história um pouco mais simples com anjos um pouco fracos na hierarquia angelical. Os protagonistas são Denyel, Kaira, Levi e Urakin. Denyel é o típico anti-herói, muito parecido com o Han Solo. Denyel é um querubim que após descer a terra se isolou, e se camuflou na humanidade aprendendo a esconder a própria aura. Denyel busca sua redenção para com os anjos. Enquanto Kaira é uma ishin que habita a terra e tem a suas memórias alteradas. E acabou sendo vítima de uma lavagem cerebral que implantaram memórias falsas de uma humana, fazendo a ishin ficar confusa sobre quem ela realmente é. Enquanto Levi e Urakin são anjos mandados na missão de resgatar a Ishin que é conhecida como a Centelha Divina! Um livro que é mais focado em eventos nao tão grandiosos quanto A Batalha do Apocalipse, mas também é tão empolgante quanto. As batalhas não são batalhas tão fantásticas, e são mais focadas na realidade humana, isso acontece pela falta de poder dos protagonistas. Por exemplo, enquanto na Batalha do Apocalipse Apollyon, o Exterminador não foi afetado por tiros. No Filhos do Éden armas dos mortais são extremamente perigosas, e a arma usada por Kaira uma pistola Beretta M 1951 que poderia ferir os anjos, raptores e etc… Isso porque os protagonistas enfrentaram apenas personagens do mesmo nível que o deles. Os golpes que os querubins aplicam não são golpes tão fortes como a Ira de Deus, mas são golpos normais como socos e chutes. Apesar disso o livro não fica pior, ao contrário, a visão dos anjos que Eduardo Spohr teve no primeiro livro da série Filhos do Éden, torna os anjos mais próximos dos humanos. Eduardo Spohr já está trabalhando na continuação da série Filhos do Éden, o próximo livro da série será o Filhos do Éden-Anjos da Morte.

Lista de links:
Para adquirir o seu A Batalha do Apocalipse, clique aqui.
Para adquirir o seu A Batalha do Apocalipse Ed. Especial*, clique aqui.
Para adquirir o seu Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida, clique aqui.
Para adquirir o seu Protocolo Bluehand: Alienígenas, clique aqui.
Para adquirir o seu Imaginários 3**, clique aqui.
Faça o download do seu RPG: A Batalha do Apocalipse, clique aqui para o download.
Siga Eduardo Spohr no Twitter, clique aqui para segui-lo.
Curta a página de Eduardo Spohr no Facebook, clique aqui para curtir.

*A Batalha do Apocalipse Edição Especial contém: Capa dura, capítulos inéditos, textos extras, organogramas e ilustrações. Eu adquiri e recomendo.
**Imaginários 3, é um livro aonde tem uma série de contos, e um deles foi escrito por Eduardo Spohr. O conto é a Torre das Almas, e segue a mesma linha e universo de Filhos do Éden e A Batalha do Apocalipse.

CLIQUE AQUI PARA VER O POST COMPLETO COM DIREITO A UM COMENTÁRIO DO EDUARDO SPOHR!!!

  • Sempre achei esse o melhor dos posts, tirando o comentário do Sphor