Logan – A grande despedida do Carcaju (Sem Spoilers)

Quando se trata de filmes de quadrinhos é quase impossível não ter o hype, ainda mais depois de assistir algum teaser ou trailer. Quando eu vi o primeiro teaser de Logan eu “caguei” porque, com o histórico de filmes do gênero da FOX, não dava mais pra esperar muito.

Mas tem DeadPool, não tem?

Deadpool foi bom no começo, mas não se fala mais sobre e nem mesmo é usado como referencia pra algo. E, posso afirmar, que foi um importante e será grande referência para muitos filmes futuros do mesmo estilo,  como foi pra Logan.

Voltando a falar de Logan… eu estou triste, estou muito triste; triste porque acabou, triste porque eu queria mais daquilo, triste por saber que é um fim do que poderia ser muito bem uma origem. E durante o filme eu ficava pensando, “imagina X-men Origens – Wolverine com esse peso. Imagina Wolverine Imortal com esse peso. E eu só conseguia ficar imaginando, imagina isso.”

Agora sobre o filme em si é: DRAMA, DRAMA, DRAMA e PESO. Essas são as palavras pra descrever a historia e essas são as duas únicas palavras que eu consegui usar pra descrever o filme. Além disso que filme lindo, que filme pesado tentando ser serio e estou completamente apaixonado pela trama, tem problemas? Obvio que tem! Existe um passado todo cheio de defeitos e furos antes do mesmo, sabe o que eu fiz? Ignorei! Pega os momentos bons – os poucos que tivemos – e transforma em um passado bacana pra seguir no inicio de Logan, da pra fazer isso sim, sem mimimi, e bola que segue.

Um filme que te faz sofrer junto com os personagens e que não tem muito espaço pra alivio cômico. Muitas das vezes eu queria chorar porque era uma sequencia de peso em tela que não dava muito pra segurar, ainda mais com personagens fortes, que aprendemos a gostar tanto nas telas quanto nas paginas. E Wolverine esta sensacional, professor Xavier nem se fala, que puta trabalho do Patrick Stewart, adorei, não tem muito o que falar dos outros atores- até porque eu nem quero-. A X-23 é uma gracinha de menina, me apaixonei por ela com 20 min de tela, mas isso já havia acontecido com os trailer (Entretanto na hora que a garota abre a boca, minha reação foi a mesma do Logan “CALA A BOCA PORRA!”). Eu, inclusive, gostaria muito de ter a experiência de ver o filme legendado, já que só pude ver dublado.

As Cenas de ação, então, eu não quero reclamar muito, mas apesar de ter muita cena “massavéi” que dava pra dar uns pulos no cinema de tanta animação, as mesmas tem muito corte, muito plano sequencia mal executado, algumas me deixavam até mesmo muito frustrado no momento. Mas que eu dei uma leve relevado porque não me atrapalhou nem um pouco no contexto do filme. E falando sobre cenas de ação, violência sem censura e linguajar pesado, não sei se é pela dublagem, mas algumas partes eu achei bem forçado, mas a violência sem corte e com sangue, eu amei, eu queria mais, eu sempre quis ver isso no cinema, É WOLVERINE PORRA, é um verdadeiro animal, X-23 então, não deixou pra trás, nesse ponto ela foi bem utilizada, algumas mortes eu achei até pesadas pra uma personagem mirim, mas É LOGAN, então nada mais justo. Adorei o modo que usaram pra fazerem com que o “Wolverine” fosse usado de uma forma mais violenta e “jovem”.

Eu acho que essas foram minhas palavras sobre a MINHA experiencia com LOGAN. O filme teve estreia mundial nessa quinta dia 02/03/17. A minha sessão estava ótima, do jeito que eu gosto, quero rever mais vezes, quero uma experiencia com áudio original, quero muito uma versão do diretor. O filme têm problemas, mas não vai ser aqui e nem agora que eu vou falar sobre eles.

Obrigado FOX, obrigado Hugh Jackman, obrigado Patrick Stewart por esse excelente trabalho, espero ter mais disso nos cinemas.
Reverso.

Apenas.