PESQUISA AFIRMA QUE, SE LIBERAREM O CASAMENTO ENTRE HOMOSSEXUAIS, 100% DOS HÉTEROS CONTINUARÃO HÉTEROS !!

Se você acha que um beijo em uma novela, ou um beijo no meio da rua entre dois homens ou duas mulheres, podem influenciar seus filhos, eu tenho uma má noticia para te dar. Hoje em dia, quando a luta pelo direito entre homossexuais é grande, qualquer coisa é motivo para a proibição desse direito, influencia, pecaminoso, não direcionado a família tradicional brasileira, entre outros fatores que induz a calar a voz de qualquer homossexual. Porem, muitos esquecem que todos tem o seu direito de ir e vim, que a liberação da de casamento homo afetivo não traria nenhum mal a Sociedade brasileira, sequer abalaria a mesma.
Vemos um pesamento muito medieval por parte de varias pessoas que acham esse tipo de amor errado e diz que casamento é entre homens e mulheres. Casamento é um ciclo de de amor, que une dois indivíduos em um só, e se você acha que isso influenciaria seus filhos a se tornarem homossexuais, você está incrivelmente errado. Se algo influenciasse as crianças desse jeitos, com tanta tragedia e coisa ruim no mundo, muitas crianças matariam, cometeriam terrorismo, cortariam cabeças, pulariam de um prédio dando o famoso pulo da fé de assassins creed, roubariam carros como no GTA, sairia montando equipes e fazendo guerras estilo Call Of Duty, escreveriam nomes em cardeno com capa preta como em death note, explodiriam coisas e fariam poses como Power Rangers, teria um jeito gay como Bob Esponja, entre outras coisas.
Eu não apoio nenhum movimento Homossexual e nem sou um, mas temos que parar de se preocupar com o que os homossexuais fazem da sua vida, e parar de colocar limites para eles, temos que ser mais mente abertas e não medievais, é como o velho ditado que meu pai dizia:
”Cada um no seu Quadrado e ninguém no meu redondo”
Sábias palavras do velho. Então pessoal, essa é só minha opinião que não vale porcaria nenhuma, mas pode até fazer você pensar um pouco sobre a diversidade de pessoas que existe no mundo, até a próxima, Fui !