Realidades da Vida Quando Sua Mãe É Uma Prostituta

Realidades Da Vida De Uma Filha Da P…..

Prostitutas são tratadas em filmes geralmente como drogadas, largadas na vida de crime e de violência e, em certos filmes, são até um alívio cômico. Mas a realidade é bem diferente daquilo que vemos ou lemos por aí. Dito isso, estou trazendo trechos da entrevista da Felícia, que a mãe trabalha em um bordel  da Nova Zelândia, para o site americano Cracked.

Claro que eu farei uma postagem bem resumida, porque eu sei que não são todos que gostam de ler mas que mesmo assim buscam informação. Então, se quiserem ler tudo é só entrar no site que lá terá tudo. E lembrando, a postagem do site está em inglês.

As Crianças Descobrirão Eventualmente

Mesmo para mulheres que trabalham com esse ramo, é difícil explicar sobre sexo para seus filhos sem envolver algo econômico nisso. Ela não sabia sobre o trabalho da sua mãe, até que começou a trabalhar por volta dos 14-15 anos. Então ela soube que sua mãe trabalhava em um cassino, mas que ela não poderia contar pra ninguém porque receberia desaprovação sobre isso.

Felícia chegou naquela certa fase em que surgem as curiosidades( ou aquela fase que você quer saber que os bebês vem pela cegonha), mas sua mãe não parecia estar pronta pra isso. E um dia ela ouviu sua mãe no telefone com seu namorado falando sobre clientes, mas aquela conversa sutil começou a levantar um mistério para Felícia que não conseguia conectar o que diziam com o trabalho no cassino.

Então, quando a mãe saiu do telefone a Felícia foi até o quarto dela e então, finalmente, perguntou se ela era prostituta- Felícia disse que sutileza não era o seu forte -, mas felizmente, sua mãe não foi pega completamente fora de guarda: “Aparentemente, ela estava pensando em me dizer por um tempo, como ela pensou que eu era velho o suficiente para saber.”

Reunião de Colegas De Trabalho Da Sua Mãe É Mais Estranho Que Parece

O trabalho sexual é legal na Nova Zelândia, o que significava que a mãe de Felícia e sua família nunca tiveram que se preocupar com sua prisão, mas também significava que ela tinha um local de trabalho legítimo. Isso tinha seus altos e baixos. Leve a sua filha ao trabalho O dia foi geralmente ignorado, mas “passei um pouco de tempo, na verdade, em bordéis”, diz Felicia. “Às vezes Mamãe teria que parar no caminho de casa da escola para pegar as coisas, e eu iria com ela.”

Felícia tomou uma visão antropológica da experiência. “Coincidentemente, esta foi a minha primeira vez vendo qualquer tipo de brinquedo sexual. Eles foram exibidos em armários na área de recepção.”Ela também conheceu alguns dos colegas de trabalho de sua mãe, que “era meio estranho, já que todos estavam vestidos de espartilhos, mas todos eram muito legais”.

É Difícil Se Envolver Com A Cultura Pop

Filme Elles(2011)

Pense em quantas vezes você já ouviu as pessoas jogarem piadas sobre prostitutas mortas. Agora imagine ouvir isso como um adolescente que acabou de descobrir que mamãe é uma (uh, uma das últimas, não a primeira).

“Sim, meus amigos fizeram piadas derrogatórias ou comentários sobre profissionais do sexo”, diz Felicia. “Eu nunca realmente confrontei eles e, em vez disso, apenas ficava um pouco quieta e desprendia da conversa … Às vezes, eu iria desafiar suas suposições, como se eles estivessem dizendo que todos os profissionais do sexo eram viciados em drogas ou foram de alguma forma imoral por causa de sua Empregos ” – disse ela.

Fonte: Cracked

Logues

Um pobre homem que é explorado nesse site, também tem que organizar os erros que surgem como mágica e ainda postar um belo conteúdo com uma xícara de café de acompanhamento para o deleite dos leitores.