O Fim Inesperado Dos Oito (Sense8

Como todo mundo já deve estar sabendo, foi divulgado o fim da serie Sense8, uma serie criada por Lana e Lilly Wachowski (os mesmos criadores de MATRIX). Pra quem ainda não sabe, a serie conta a historia de oito pessoas espalhadas pelo mundo, totalmente desconhecidas umas das outras que são misteriosamente conectadas mentalmente, ligando todos os sentidos e emoções. Esse é um pequeno resumo da trama. A serie tem uma historia inicialmente curiosa, que acaba te prendendo por isso (ainda não entendo como uma galera não gosta, mas a vida é isso), Com episodio custando em torno de 8 milhões, a serie tinha um certo custo, e com isso a gente tinha muita qualidade, pelo menos em termos de boa paisagens e localizações, uma ótima trilha sonora e elenco maravilhosamente carismáticos(isso vindo de um fã). Mas isso não é o que me trás a gostar da serie, A serie conta com um monte de discursos sobre coisas da vida, coisas nas quais eu acostumava ignorar, por estar na minha zona de conforto, ou simplesmente por nunca ter vivido ou vivenciado.

Repleto de diálogos incríveis, Sense8 fala sobre sobrevivência e aceitação. Quando dois personagens completamente diferentes se juntam para conversar, vemos diálogos que nos arrepiam e falam com algo dentro de nós. A primeira mensagem vem logo com a temática da série. Em uma época que valorizamos o individualismo, muitos se preocupam mais com o eu do que com o nós. E não precisa ir longe pra isso não, sabe a atual situação do Brasil, onde o pais se encontra em uma merda, e muitos lutam por um pais ideal, só que pelo seu pais ideal, e não por um pais ideal pra todos.  Sense8 nos mostra pessoas que estão interligadas, sentindo e agindo de forma que afeta uns aos outros. Sozinhos e espalhados pelo mundo eles podem cair facilmente, mas quando estão juntos podem fazer qualquer coisa. Além disso, como não amar mensagens feministas, de orgulho LGBT+ e um menino negro falando para um policial branco: “Quando vocês morrem, aparecem na televisão o dia inteiro. Nós morremos todos os dias e ninguém liga”. Isso dentre outras varias criticas sociais.

Com isso eu consegui expressar de muitas maneiras, coisas que eu talvez eu nunca conseguiria por pra fora, coisas nas quais eu não conseguia compreender, e graças a alguns empurrões da serie isso acabou vindo a tona, eu passei a me simpatizar mais com coisas nas quais eu não sabia lidar na vida, eu tenho orgulho de dizer que graças a uma serie (a essa serie) eu aprendi mais sobre o ser humano em si, sobre a EMPATIA, sobre a vida. A quem diga que a serie tem muitos defeitos, e tem, não vou defender, tem muitos foros no roteiro, existem planos sequencias totalmente desconectados, mas o legal de tudo, é que eu não ligo, eu estava aprendendo e praticando tanto com as mensagens, que pouco me importava a historia, tinha hora que até me esquecia que havia uma. Eu fico triste com o cancelamento da serie? Fico sim (só de lembrar eu choro) mas torço muito pra ir pra outra emissora, ou até pra outra mídia( seja ela animações, ou quadrinhos) o que importa é que eu quero adquirir mais dessas mensagens, eu quero aprender mais e praticar, e eu sei que muita gente se identifica e de alguma forma se conecta a isso, pois é disso que precisamos, de uma conexão, de mostrar que somos UM, de mostrar que juntos somos mais fortes.

Enfim, fica aqui meus agradecimentos pra sessa grande obra que me foi apresentada com tanto carinho e dedicação. Eu queria falar mais, e tentar explicar coisas de uma forma melhor, mas, sabemos que esse não é o meu forte. Obrigado Sense8, obrigado você que acompanhou até aqui. Deixe ae seu like e comentário, se gostou, compartilhe.

Reverso. Apenas.